#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no México
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados na Argentina
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no brasil
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no Chile
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados na Colômbia
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados em El Salvador
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados na Guatemala
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no Haiti
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados na Jamaica
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no Panamá
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados no Peru
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados na República Dominicana
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

#SEMTEMPOAPERDER

Tempo desde que se declarou a Pandemia de COVID-19

*Dados na América Latina e Caribe
CASES MORTES
8,945,795 331,351
**Dados em todo o mundo
Ver países

Argentina

Brasil

Chile

Colombia

El Salvador

Guatemala

Haití

Jamaica

México

Panamá

Perú

República Dominicana

Todo o mundo

O relógio não pára e está em nossas mãos  evitar uma grande catástrofe humanitária na América Latina e no Caribe pelo SARS-Cov-2.
Estratégias coerentes, baseadas em evidências científicas, são urgentemente necessárias.
Os interesses políticos devem ser deixados de lado

Com 33 anos de trabalho na resposta ao HIV/AIDS, a AHF solicita uma ação urgente para os  12 pontos abaixo.

Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos
Ajude-nos a chegar em mais pessoas e governos

Retomar as atividades econômicas com uma estratégia baseada em evidências científicas e métricas confiáveis, para tomar decisões oportunas que protejam a saúde pública.

Retomar as atividades econômicas com uma estratégia baseada em evidências científicas e métricas confiáveis, para tomar decisões oportunas que protejam a saúde pública.

A reabertura econômica na América Latina – quando os casos de coronavírus continuam a aumentar – é um risco; combinado com a falta de testes para diagnosticar, isolar e acompanhar para cortar as cadeias de transmissão, pode ser letal.¹

¹Observatório Covid-19 da Universidade de Miami.

A OMS² definiu critérios específicos para a retomada gradual das atividades econômicas:

• A transmissão do vírus deve estar sob controle.
• Os países devem detectar, isolar, tratar cada caso e rastrear cada contato.
• Medidas preventivas em locais de trabalho, escolas e locais-chave.
• Controlar o risco de casos importados.
• Comunicar claramente à população as medidas a serem seguidas.

 ²WHO (22 de maio de 2020)

De acordo com a OMS³ a extrema vigilância deve ser mantida à medida que nos aproximamos da fase de descontaminação e isso só é possível se

• A epidemia está sob controle?
• Os sistemas de saúde podem lidar com surtos da doença?
• Os sistemas de vigilância são capazes de detectar e gerenciar casos de contágio e seus contatos?

³OMS (22 de maio de 2020)

Os governos do mundo não devem ser desculpados por fazer desconfinamentos errados baseados em evidências científicas: número de testes, locais e grupos que podem espalhar o vírus, acompanhamento de contatos e comunicação clara sobre medidas de saúde.⁴

⁴Scholz, 2020, The Economist.

A OMS definiu critérios específicos para reabertura das atividade econômicas: A transmissão da #COVID19 deve estar sob controle; os países devem detectar, isolar e tratar cada caso e rastrear cada contato.

Os governos devem basear-se em evidências científicas e medidas confiáveis para reabrir gradualmente as economias. Milhões de vidas dependem disso.³

³⁰WHO (22 de maio de 2020)

Implementar um plano de preparação e resposta para limitar a perda de vidas devido a novos surtos.

Implementar um plano de preparação e resposta para limitar a perda de vidas devido a novos surtos.

As populações indígenas estão particularmente expostas à COVID-19 devido a fatores como desnutrição, falta de acesso aos sistemas de saúde, água potável e saneamento básico, assim como doenças parasitárias.⁵

Países onde as populações nativas têm sido mais afetadas pela COVID-19.⁶

Bolívia 31.249 casos e 1.135 mortes
Brasil 7.946 casos e 177 mortes
Ecuador 4.498 casos e 144 mortes
México 4.092 casos e 649 mortes
Colômbia 1.534 casos e 73 mortes

⁵OPS. 2020.
⁶Datos até 29 de julho de 2020

Ter critérios e procedimentos coerentes e coordenados, que evitem a disseminação de mensagens contraditórias para a população.

Ter critérios e procedimentos coerentes e coordenados, que evitem a disseminação de mensagens contraditórias para a população.

De acordo com dados do Global Public Health Institute at The Miami University, passaram mais de 3 meses para de tres meses para que a região da América Latina e Caribe chegasse a 1.000.000 de contágios por COVID-19 e apenas 14 dias para passar de 6.000.000 para 7.000.000 de casos, o que mostra uma rápida expansão.⁷

⁷Numero da Agência AFP e dados da Universidade Johns Hopkins

Ampliar o acesso aos testes (PCR) para diagnosticar casos ativos e isolar sistemática e metodicamente todos os casos detectados..

Ampliar o acesso aos testes (PCR) para diagnosticar casos ativos e isolar sistemática e metodicamente todos os casos detectados.

Diagnosticar uma pessoa com SRA-Cov-2 antes de desenvolver sintomas pode cortar a cadeia de transmissão de até 500 pessoas em um mes⁸. A América Latina e o Caribe tem uma taxa de 20 testes por 1.000 habitantes, enquanto a média mundial⁹ é de 51.

⁸Con dados do Departamento de Ciências do Genoma e do Departamento de Epidemiologia da Universidade de Washington
⁹Entre os 25 países mais afetados pela COVID-19

Manter a rastreabilidade dos casos positivos para estabelecer contatos próximos e aplicar medidas de isolamento.

Manter a rastreabilidade dos casos positivos para estabelecer contatos próximos e aplicar medidas de isolamento.

Na região da América Latina e Caribe, somente Colômbia, Peru, Porto Rico, Cuba, Chile e Argentina implementaram um programa completo de acompanhamento de casos.

México, Ecuador, Uruguai, Belize, Honduras, Costa Rica, El Salvador, Panamá, República Dominicana, Jamaica e Haiti o implementam apenas parcialmente.

A Bolívia, Nicarágua, Guatemala e Brasil não realizam nenhum rastreamento. ¹⁰

¹⁰Coronavirus Government Response Tracker. Blavatnik School of Government, University of Oxford, Radcliffe Observatory Quarter

Um estudo publicado pelo Imperial College of London, demonstrou que ao redor de 40% das pessoas que contraem o SARS-CoV-2 não apresentam nenhum sintoma, mas que são capazes de contagiar de forma silenciosa.

Os governos devem promover a continuação das medidas de distanciamento social, inibindo as aglomerações ou eventos massivos; também devem colocar os testes ao alcance da população.³¹

¹⁰Imperial College London (2020)

Assegurar o acesso universal e gratuito aos cuidados de saúde para todas as pessoas, assim como tratamento e vacinas, uma vez que a ciência o determine.

Assegurar o acesso universal e gratuito aos cuidados de saúde para todas as pessoas, assim como tratamento e vacinas, uma vez que a ciência o determine..

Cerca de 456 milhões de vacinas contra o Coronavírus serão necessárias na América Latina e no Caribe. Os laboratórios devem fazer a coisa certa e vendê-los ao custo de produção (não mais que US$10), caso contrário os países poderiam endividar-se em até 2% de seu PIB, comprometendo o bem-estar das gerações futuras¹¹

¹¹Com dados de Court and Griffin

A resolução 74/274 da Assembléia Geral, exige a garantia de acesso global a medicamentos, vacinas e equipamentos médicos para enfrentar a COVID-19¹²

¹²OMS (22 de maio de 2020)

Menos de 4% dos insumos para combater a COVID-19 vêm da região da América Latina e Caribe. Eles dependem de importações extra-regionais de produtos médicos essenciais para o tratamento da COVID-19¹³

¹³ONU / OMC

Promover e incentivar o uso correto das máscaras de proteção para toda a população.

Promover e incentivar o uso correto das máscaras de proteção para toda a população.

Países cujos líderes não promovem uma comunicação clara sobre as medidas de prevenção ao SRA-Cov-2 e desencorajam o uso de máscaras de proteção se encontram acima da média global com até 500% a mais de infecções por coronavírus.¹⁴

• Estados Unidos 11.820
• Brasil 10.025
• Reino Unido 4.516
• México 2.760
• Média mundial 1.900

¹⁴P/milhão hab. a partir de 21/07/20. Com dados do Observatório Covid-19 da Universidade de Miami e Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças

Comunicar à população -de forma clara e acessível – os cuidados pessoais que devem adotar, dependendo de sua atividade, nível de risco, exposição e comorbidades.

Comunicar à população -de forma clara e acessível – os cuidados pessoais que devem adotar, dependendo de sua atividade, nível de risco, exposição e comorbidades.

Se 100% da população usasse máscaras juntamente com outras medidas, como distanciamento social, isso atrasaria o crescimento do vírus por pelo menos 18 meses, o que é necessário para encontrar uma possível vacina.¹⁵

¹⁵Stutt, Richard O. J. H. et al., 2020

De acordo com estudos publicados pela The Royal Society, se 100% da população usasse habitualmente máscaras protetoras junto com outras medidas, como distanciamento social e higiene das mãos, se frearia o crescimento da #COVID19 pelo menos por 18 meses, tempo necessário para produzir uma vacina*. Os governos devem levar a sério a promoção do uso correto das máscaras protetoras, isso não deve ser uma questão política, milhões de vidas estão em jogo. ²

²Stutt, Richard O. J. H. et al., 2020

De acordo com estudos publicados pela The Royal Society, se 100% da população usasse habitualmente máscaras protetoras junto com outras medidas, como distanciamento social e higiene das mãos, se frearia o crescimento da #COVID19 pelo menos por 18 meses, tempo necessário para produzir uma vacina*. Os governos devem levar a sério a promoção do uso correto das máscaras protetoras, isso não deve ser uma questão política, milhões de vidas estão em jogo. ²

²Stutt, Richard O. J. H. et al., 2020

Diante da crise econômica, fornecer ajuda alimentar aos mais vulneráveis.

Diante da crise econômica, fornecer ajuda alimentar aos mais vulneráveis.

A pobreza afetará 37,3% da população da América Latina e do Caribe. A renda básica de emergência deve ser garantida, subsídios devem ser fornecidos, a reestruturação da dívida deve ser realizada e liquidez deve ser fornecida às Pequenas e Médias Empresas agrícolas e alimentícias e empresas familiares para garantir a cadeia de produção e distribuição.¹⁶

¹⁶CEPAL. 2020

Tomar medidas urgentes para evitar novas infecções. Para encontrar casos ativos, tratá-los e isolar seus contatos, assim como promover as medidas de saúde recomendadas pela OMS; fazer uma retomada das atividades econômicas de forma planejada que ajude a mitigar o impacto negativo sobre as Metas de Desenvolvimento Sustentável 2030¹⁷

¹⁷ONU /CEPAL

A pandemia da COVID-19 causará um aumento da fome e da pobreza na América Latina e no Caribe, de 35 para 60 milhões poderão cair na pobreza extrema¹⁸

¹⁸CEPAL / ONU

Na América Latina, a CEPAL estima que até 2020 a pobreza poderá aumentar em 3,5% e a extrema pobreza em 2,3%, atingindo 13,5% da população da região, o maior índice das duas últimas décadas¹⁹

¹⁹CEPAL / ONU

Na América Latina, a CEPAL estima que, devido aos efeitos econômicos da pandemia COVID-19, mais de 15,9 milhões de pessoas podem cair na pobreza extrema.²⁰

²⁰CEPAL / ONU

Implementar medidas para preservar o progresso feito no controle do HIV, tuberculose, malária, dengue, cólera e outras doenças infecciosas transmissíveis.

Implementar medidas para preservar o progresso feito no controle do HIV, tuberculose, malária, dengue, cólera e outras doenças infecciosas transmissíveis.

A COVID-19 poderia atrasar o progresso na resposta ao HIV/AIDS em até 10 anos e resultar em metas não alcançadas até 2020²¹. É imperativo que os serviços de HIV, incluindo os serviços laboratoriais, sejam reativados, priorizando o acesso ao teste de HIV para parceiros sexuais de pacientes positivos, pessoas em migração forçada, mulheres grávidas e pessoas com sintomas de ISTs.

²¹UNAIDS. 2020

Na região da América Latina e Caribe, 5 em cada 10 pessoas têm dificuldade em obter tratamento antirretroviral durante a pandemia, menos de 2 em cada 10 pessoas receberam medicamentos em casa. Em uma pesquisa, apenas 3 em cada 10 tiveram tratamento por dois meses, quase metade por um mês e 2 em cada 10 não tiveram para terminar o mês.²²

²²UNAIDS. 2020

Devido à pandemia do COVID-19, um estudo (Hogan et al., 2020) revelou que as mortes por tuberculose poderiam aumentar em 20% e por malária em 36% nos próximos 5 anos. Outro estudo indica que, durante o mesmo período de tempo, haveria mais de 1,4 milhões de mortes por TB (OMS, 2020).²³

²³UNAIDS. 2020

A crise sanitária do COVID-19 forçou a suspensão das campanhas de vacinação contra o sarampo em 27 países e contra a pólio em 38 países (Harmon Courage, 2020), deixando milhões de crianças desprotegidas contra uma doença quase erradicada do mundo (McKenna, 2020)²³

²³UNAIDS. 2020

Em lugares onde a TB, a malária e o HIV são comuns, as mortes adicionais por essas doenças poderiam ser da mesma magnitude que o impacto da COVID-19.²⁴

²⁴Potential impact of the COVID-19 pandemic on HIV, tuberculosis, and malaria in low-income and middle-income countries: a modelling study.

Em meados de junho, a COVID-19 já havia parado 85% dodos programas contra o HIV, 78% contra a tuberculose e 73% dos contra a malária em todo o mundo.²⁵

²⁵HIV, tuberculosis, and malaria: how can the impact of COVID-19 be minimised?

Garantir o acesso e a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPI) para trabalhadores da saúde, treinamento adequado em seu uso e acesso a testes de diagnóstico para SARS-CoV-2.

Garantir o acesso e a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPI) para trabalhadores da saúde, treinamento adequado em seu uso e acesso a testes de diagnóstico para SARS-CoV-2.

Na América Latina e no Caribe, 1 em cada 10 casos de coronavírus são trabalhadores da saúde, sendo o índice mais alto no Brasil com 2,5 em cada 10 casos.²⁶

²⁶Banco Interamericano de Desenvolvimento / Statist

Promover a conscientização na sociedade para prevenir o estigma e a discriminação contra os trabalhadores da saúde, as pessoas com COVID-19, suas famílias e aqueles que se recuperaram.

Promover a conscientização na sociedade para prevenir o estigma e a discriminação contra os trabalhadores da saúde, as pessoas com COVID-19, suas famílias e aqueles que se recuperaram.

Os governos devem trabalhar para evitar a criação de pontos de vista ou atitudes estigmatizantes. A experiência na epidemia do HIV é que tal estigma só serve para levar indivíduos e comunidades à clandestinidade e, em última instância, ameaça o sucesso de qualquer resposta.²⁷

²⁷UNAIDS. Direitos Humanos na época da COVID-19

Na América Latina, os relatos de violência doméstica e de homicídios de mulheres e meninas dobraram desde o início do confinamento. Antes da pandemia, 1 em cada 3 mulheres da região sofria de violência de gênero.²⁸

²⁸ONU Mulheres. 2020

A AHF pede urgentemente aos países latino-americanos que tomem medidas e ações unificadas para deter a pandemia da COVID-19

AHF no mundo

Argentina       Brasil       Chile       Colombia       Guatemala       Haití       Jamaica       México       Perú       República Dominicana       Resto do mundo

Todos os direitos reservado © AIDS Healthcare Foundation 2020.

A AHF pede urgentemente aos países latino-americanos que tomem medidas e ações unificadas para deter a pandemia da COVID-19

Assine aquí